Wine Trips - Alsace

Em fevereiro fiz uma viagem para o Piemonte com o grande objetivo de nadar em vinho, rs. A experiência foi tão maravilhosa que resolvemos repetir a dose, mas dessa vez para Alsace. Afinal o verão estava chegando, e vinho branco é o que há. Então vou contar um pouco da experiência mais recente - fomos no primeiro fim de semana de junho - e mais pra frente conto como foi no Piemonte. 

* * *
Pelas ruas de Eguisheim 
Alsace (ou Alsácia como conhecemos no Brasil) é uma região francesa que fica bem na divisa com a Suíça e a Alemanha. Foi motivo de muita briga entre França e Alemanha, e nos últimos séculos passou do domínio de uma para outra algumas vezes. Por conta desse histórico, hoje é uma região francesa altamente influenciada pela cultura alemã, principalmente na arquitetura e culinária. O que há de mais marcante na região? O vinho branco, os famosos Vin d'Alsace. E foi pra isso que a gente foi pra lá :)

Na região há diversas cidades interessantes, sendo a maior Strasbourg, a capital de Alsace. Mas a "jóia", a cidade mais famosa, é Colmar, aquela que serviu de inspiração para a vila da Bela, d'A Bela e a Fera. Optamos por nos hospedar em Colmar porque é mais centralizada na área e faz parte da Rota do Vinho. E também, é super fácil para ir daqui - fomos de trem de Berna para Basel, e de lá pegamos o trem pra Colmar, numa viagem total de 2 horas. Encontramos um AirBnb bem gostosinho, walking distance do centro histórico, e voilà.

Explorar Colmar a pé é super tranquilo. No nosso primeiro dia estava meio chuvoso, então apesar de ver toda a beleza, parecia que estava faltando algo. E estava. Domingo pegamos um baita sol, e que cidade... As flores, as casas coloridas, os músicos de rua, coisa mais linda. É minha primeira vez no verão europeu - e era um feriado prolongado em vários países da região -  então fiquei meio chocada com o tanto de turista que tinha numa cidade tão pequena. Mas ainda assim, a beleza da arquitetura de Colmar é surreal. As casas es estilo enxaimel, os pequenos canais cortando a cidade, os barquinhos passeando, flores e mais flores, é tudo tão charmoso...


Colmar é ou não é um charme?
Ter um carro na região é super válido, não por Colmar em si, mas pela Rota do Vinho. Por ali há várias cidadezinhas super fofinhas, interessantes, onde é possível visitar vinícolas, fazer degustação, comer bem, porém não há muito transporte entre elas. Embora tenhamos ido de trem, estávamos com amigas motorizadas. Aproveitamos então para numa tarde ir até Eguisheim. Foi no dia chuvoso, então a cidade estava mais vazia - porém menos fotogênica. Ainda assim, um desbunde. Lá aproveitamos para degustar vinhos na Joseph Freudenreich, uma vinícola no centro da cidade. O atendimento foi super simpático, e depois de uma hora aprendendo um pouco sobre Vin D'Alsace saímos de lá com algumas caixinhas rs. Seguimos andando para a Mann, uma outra vinícola, um pouco menor. A sala de degustação fica na casa da família e a Fabienne, dona, que nos recebeu e explicou um pouco da produção deles. Mais uma vez, saímos com caixinhas haha.
Felizes com nossas caixinhas 

Uma cegonha e seu imenso ninho, um dos símbolos da Alsácia
No domingo, dia ensolarado, depois de flanar por Colmar, fomos pra Riquewihr, mais uma vilinha. Na minha opinião, a mais bonita delas. Quando voltar é lá que quero ficar. Riquewihr estava fervilhando de gente, e na praça central estava rolando uma festinha local. Claro que já compramos nossa garrafa de vinho e ficamos por lá dançando com a francesada enlouquecida. Quando saímos de lá para efetivamente explorar a cidade já passava das 17:30, e por isso as vinícolas já estavam fechadas. Taí a razão pela qual voltaremos com certeza haha. Mas sem tempo ruim, né... Aproveitamos para ficar zanzando pela cidade, olhando cada lojinha, cada janelinha, admirando cada florzinha, e depois sentamos na nossa rua haha. Achamos uma mesinha pra fora numa rua que era só nossa, e por lá ficamos bebendo nosso vinho, comendo um queijinho, vendo a vida passar e planejando nosso filme. Dada hora gravamos um esquetezinho da Bela e a Fera porque ninguém é de ferro e aquelas casinhas estavam pedindo. Não vou postar aqui porque tenho uma reputação a zelar, mas ficou muito engraçado.
Em Riquewihr, com as parreiras ao fundo

Riquewihr by @mmreyno



A rua que por algumas horas foi só nossa
Segunda, antes de seguir o rumo de casa, fomos dar uma olhada em Strasbourg. Ficamos pouco mais de duas horas na cidade, então não deu pra explorar muito, mas foi suficiente pra dar de cara com a Catedral da cidade e ficar de queixo caído. Uma igreja linda, imponente, maravilhosa - foi a maior do mundo até ser ultrapassada primeiro pela Catedral de Colônia e depois por outras. Vale muito a visita.

Catedral de Strasbourg by @mmreyno
Eu amei a Alsácia. Amei mais ainda o fato de ela estar tão perto, tão acessível pra mim. Amei os vinhos gostosos, a comida deliciosa, e principalmente, a fofura dos vilarejos. Recomendo muito o passeio - e recomendo também fazer reserva nos restaurantes, porque esse foi o único ponto baixo da viagem: sem reserva, sem mesa. Penamos um pouco, mas não comemos mal não. Em breve voltaremos. 

15 comentários:

  1. Lindas as fotos. Gostei especialmente da cegonha. Legal essa dica dos restaurantes, obrigada. Entao Colmar é a melhor pra montar base? Só terei 2 dias na região.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo ficar em Colmar sim. É mais central pra turistagem pelas cidades menores mas é maiorzinha, mais estrutura. Riquewihr, Eguisheim, são lindas, mas são minúsculas. Ótimas pra passear, ou pra ficar se a ideia foi sossego absoluto rs. Strasbourg já é bem grandinha, bem maior que Colmar, mas achei mais longe das outras cidades menores pra fazer os bate e volta, sabe. Acho que 2 dias pra região está ótimo.

      Excluir
  2. São tantos detalhes que eu acho que ficaria perdida.
    Fiquei apaixonada pelas fotos e gostei de conhecer um pouquinho mais sobre o lugar.
    Suas fotos ficaram lindas.
    Beijos

    www.saidaminhalente.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Alsácia é uma jóia, viu. Linda demais da conta! Vale muito aprofundar e dar uma lida, região com cultura riquíssima :) Obrigada pela visita. Beijos!

      Excluir
  3. Gabi, amei sua viagem e suas fotos. Acho que viagem boa é essa que a gente fala: "Aí tava tão bom que quando eu vi já nem dava mais tempo de fazer o que eu tinha planejado". Eu amo a França, já morei em três cidades francesas diferentes, sou casada com francês, volto quase todo ano pra visitar.... e ainda não conheço muito bem a Alsácia :(
    Vou botar na lista urgente depois deste post. Obrigada por compartilhar e aproveite as caixinhas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se volta quase todo ano jajá chega a hora de passar mais um tempinho por lá haha.. Eu imagino que a França tenha muita coisa bacana pra ver, deve ser difícil até decidir pra onde ir, né?

      Excluir
    2. Menina, já temos passagens compradas pra uma visita-relâmpago em setembro, pra conhecer nosso primeiro sobrinho que vai nascer em agosto. Quase não vai ter passeios, vamos ficar na casa dos sogros numa cidade perto de Toulouse. Mas mesmo assim dá pra se fartar de vinho, cassoulet, confit de pato, pains au chocolat e muitas outras maravilhas... :D

      Excluir
  4. Eu amo, amo, amo a região da Alsácia!! Que sorte de não morarmos tão longe dela (mesmo assim não vou tanto lá, acho que tb pra não perder o encanto, como se isso fosse possível, hehe). Lindas fotos, deu saudade. Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha é uma boa tática. Ir porém não muito pra não estragar. É linda demais!

      Excluir
  5. Quanto charme!!! Adorei as casinhas e ruelas. A foto Gabi ao lado da janela tá LINDA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo casas com trepadeiras e flores, não resisto. Tenho muitas fotos, e desde antes do blog hahaha.

      Excluir
  6. Que fotos mais liiiindas! Eu não sou do vinho - aliás, nem bebo - mas cara, que lugar mais lindo! Eu já vi fotos da região e sou apaixonada, quero muito ir pra essa região na época do Natal - o que com certeza não vai rolar esse ano porque estarei no Brasil, mas quem sabe o ano que vem? Lindo demaisssss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh quem sabe ano que vem mesmo. Vi umas fotos de Riquewihr debaixo de neve, e é surreal de linda! Vale muito o passeio.

      Excluir
  7. Que lugar mais charmoso! Parece cidade cenográfica de tão perfeitinho. Eu tb piro demais nas trepadeiras nas fachadas e tenho até poucas fotos. Preciso fazer mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AMO prédio com trepadeiras, e sempre fotografo. É minha missão de vida morar em um haha.

      Excluir

Follow @ Instagram

Back to Top